Produtoras apostam em Product Placement em vídeos e clips antigos


Recentemente, um clipe da Hilary Duff quase transformou o celular da Amazon em personagem principal. O exagero foi notado por muita gente, mas já pensou se, dentro de alguns anos, pudessem trocar aquele aparelho por um outro, mais atual?


É isso que a agência MirriAd está propondo: basicamente fazer um Photoshop de propagandas antigas e transformá-las em opções mais atuais. O mais bizarro? A Universal Studios está interessada nisso para ‘atualizar’ seus videoclipes antigos
.

Isso faz certo sentido considerando a enorme audiência que alguns hits do passado ainda mantém, como é o caso de “Girls Just Want to Have Fun”, de Cyndi Lauper, que coleciona mais de 80 milhões de visualizações, ou da canção-meme “Never Gonna Give You Up”, de Rick Astley, que hoje conta com mais de 90 milhões de visualizações. Esses vídeos poderiam receber uma publicidade mais condizente com os produtos que são sucesso hoje, focando na audiência que os assiste agora, no YouTube.


Em sua defesa, a Universal alega que vai se certificar de que os artistas e as marcas tenham interesses mútuos. No entanto, a gente bem sabe que a essa reciprocidade pode muito bem ser apenas monetária. Ou seja, não é impossível que os videoclipes antigos ganhem uma nova “funilaria” em breve.

Veja os resultados: